Fale Conosco pelo MSN ou Skype

 16 DE JANEIRO DE 2017

Email
HOME
QUEM SOMOS
Capacitação
Consultoria
PESQUISAS
NOTÍCIAS
Editorial
Destaques
Artigos / Entrevistas
Logística
Trânsito
Multimodalidade
Empresas
Comex - Mundo
Economia
Mercosul / Cone Sul
Tecnologia
Política
Legislação
Eventos e Cursos
Agência Intelog
ASSINE GRÁTIS
TODAS EDIÇÕES
INTELOG WIDGET
INTELOG TICKER
RSS
Entre em Contato
Tornar página inicial
Adicionar aos favoritos
Mapa do Portal
Recomendar
Imprimir esta página
Translate This Page

  Tempo



 

  Ferramentas

Calcule o tempo e as rotas para sua viagem
Show My Street - Passeio virtual pelas ruas do mundo
Flightradar 24 - Tráfego Aéreo em Tempo Real
Dados e Informações de Todos os Países do Mundo - IBGE
Veja a hora em tempo real no mundo todo - TimeTicker.com
Leia jornais de todo o planeta - Newseum.org

  16/01/2017   Bahia tenta tirar ferrovia do papel - Com o apoio do Ministério dos Transportes, o governo da Bahia prepara uma nova proposta para tentar...     16/01/2017   Composição com carga excepcional percorre trecho da pista norte da Rodovia dos Bandeirantes entre Jundiaí e Cordeirópolis - Carga está es...     16/01/2017   Negócios a prazo caem 12,4% em 2016 - O total de veículos novos e usados financiado no ano passado atingiu 4,65 milhões de unidades, recu...     16/01/2017   O Cenário anda poluído - Não foi só a Volkswagen. A Fiat Chrysler pode ter burlado os testes de emissão de poluentes, segundo a Agência d...     16/01/2017   Dois líderes? Sim dois líderes - Nesta época de tantas e tão profundas mudanças, o ano novo automotivo começa com uma disputa inusitada q...     16/01/2017   Tendências no varejo podem gerar demanda por galpões - Oportunidade à vista. Com mudanças na operação, players do comércio e a indústria ...     16/01/2017   Calma! O BNDES é para todos - Desde que assumiu a presidência, Maria Silvia Bastos Marques enfrenta o desafio de mostrar que o banco de f...     16/01/2017   Onde estão os empregos - Os setores que voltaram a contratar, os profissionais mais procurados pelo mercado e as oportunidades de negócio...     16/01/2017   BNDES retoma sem papel - Com a maior mudança na sua política de crédito nos últimos nove anos, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econôm...     16/01/2017   Em busca da confiança perdida - A Volkswagen, que silenciosamente deixou de lado o slogan "Das Auto" após o escândalo de emissão de polue...  
Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Clique para ampliar

05/05/2010

Vítimas de acidente de trânsito têm direito ao seguro obrigatório

Legislação

Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Nota

10

1 votos

Objetivo do DPVA é indenizar vítimas de acidentes. Prazo para dar entrada no pedido de indenização é de três anos.

Acidentes de trânsito acontecem a todo momento, mas algumas pessoas não sabem como e quando usar o seguro obrigatório ou DPVAT (Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de via Terrestre).

O objetivo do seguro DPVAT é indenizar vítimas de acidentes causados por veículos que têm motor próprio (automotores) e circulam por terra ou por asfalto (via terrestre).

Na cidade de São Paulo, há 49 seguradoras que o acidentado pode procurar. Veja onde encontrar.

Em caso de acidente, as situações indenizadas são: morte ou invalidez permanente e, sob a forma de reembolso, despesas comprovadas com atendimento médico-hospitalar.

Deve-se entender que o DPVAT é direcionado para os danos pessoais, ou seja, não prevê cobertura de danos materiais causados por colisão, roubo ou furto de veículos.

De acordo com o presidente da Comissão de Trânsito da OAB, Ciro Vidal, todo ferido tem direito de receber o DPVAT. “Se o acidente realmente foi provocado em razão de um problema na via terrestre, no uso da via pública, o DPVAT cobre.”

Contudo, isso nem sempre acontece. Osvaldo Almeida, representante de vendas de 47 anos, aguarda pelo dinheiro do seguro desde setembro de 2008. Na época, Almeida sofreu um acidente de moto, ficou internado 15 dias em um hospital particular e depois foi transferido para o sistema “home care” por mais três meses.

No mesmo dia do acidente, foi feito o boletim de ocorrência e, um mês após a batida, o representante comercial deu entrada no seguro do DPVAT. Entretanto, até hoje Almeida espera o reembolso do seguro. De acordo com o perito do IML, que autoriza o débito do seguro, ele só poderá receber o seguro quando tiver alta definitiva.

O prazo para dar entrada no pedido de indenização do seguro obrigatório é de três anos, a contar da data em que ocorreu o acidente. Os documentos necessários são: RG, boletim de ocorrência e comprovante de despesas médicas. No caso de morte, é preciso apresentar o atestado de óbito.

Indenização por morte

“Se houver morte, a família vai receber o valor aproximado de R$ 13 mil pelo óbito”, explica Vidal. A indenização é direcionada aos herdeiros da vítima.

De acordo com a lei 11.482/07, o valor da indenização é dividido em cotas iguais entre o cônjuge ou companheiro e os herdeiros. Conforme a quantidade de herdeiros, a cota é fracionada em partes iguais.

Se o acidente ocorreu antes de 29 de dezembro de 2006, o cônjuge ou o companheiro recebe primeiro a indenização e, na falta destes, os filhos ou os pais, avós, irmãos, tios ou sobrinhos, nesta ordem.

Indenização por invalidez permanente

O DPVA cobre a seguinte situação: invalidez permanente total ou parcial decorrente de acidente envolvendo veículos automotores ou cargas transportadas pelos veículos.

E o que é invalidez permanente? É a perda ou redução das funções de um membro ou órgão, em decorrência de acidente. A impossibilidade de reabilitação deve ser atestada em laudo pericial.

A indenização pode chegar até R$ 13,5 mil por ferido, dependendo da sequela. A pessoa beneficiada é a própria vítima.

Reembolso de despesas médico-hospitalares

O reembolso de despesas serve para arcar com o tratamento de lesões provocadas por veículos. O valor é de até R$ 2,7 mil por vítima, variando conforme a soma das despesas cobertas e comprovadas.

Para a médica Júlia Greve, fisiatra do Hospital das Clínicas, o dinheiro do DPVAT pode ser importante no tratamento. "Mas não é suficiente. Acho que se a gente não tiver uma campanha de esclarecimento e a própria população se conscientizar que acidente é uma coisa evitável, é uma coisa muito grave”.

Caso a pessoa tenha menos de 16 anos, a indenização será paga ao representante legal ou ao tutor. Se o acidentado tiver entre 16 e 18 anos, a indenização será paga ao menor desde que assistido por representante legal ou tutor. A apresentação de alvará judicial também é necessária.

 

Por G1, em São Paulo

 

Qual a sua avaliação?

0 Comentários - Faça o seu comentário

Voltar

Recomendar   Imprimir

Clique para ampliar

Leia Também

Comércio de veículos ganha mais segurança

Banda larga fixa não terá franquia em curto ou médio prazo, diz Anatel

Nova MP libera capital externo nas aéreas e estimula aviação regional

Contran aprova registro nacional para comércio de veículos novos e usados

Transportadoras devem ficar atentas aos prazos para o recadastramento no RNTRC

Bahia tenta tirar ferrovia do papel

Composição com carga excepcional percorre trecho da pista norte da Rodovia dos Bandeirantes entre Jundiaí e Cordeirópolis

Negócios a prazo caem 12,4% em 2016

O Cenário anda poluído

Dois líderes? Sim dois líderes

Mais...

 

Este site possui suporte ao formato RSS



Notícias em Tempo Real

   

Google
Pesquisa personalizada

       

 Powered by CIS Manager - Desenvolvido por Construtiva

Intelog - Inteligência em Gestão Logística